É um método que estuda as alterações posturais através da análise dos pés. Originária da França, a técnica auxilia na prevenção e tratamento terapêutico, prescrevendo palmilhas posturais.

Os receptores são responsáveis por avisar o cérebro o estado do corpo no espaço, controlando as variações de tensão muscular e alongamentos. O cérebro processa as informações cervicais, auditivas e do aparelho locomotor, moldando a postura. A palmilha objetiva melhorar essas informações para que o sistema realinhe e melhore a postura.

As palmilhas são confeccionadas de acordo com a necessidade de cada pessoa com objetivo de corrigir o desequilíbrio do corpo. São indicadas para indivíduos com dificuldades de permanecer de pé ou que sofrem nessa postura. Dessa forma, irá promover alinhamento do corpo distribuindo de forma adequada as pressões exercidas nos pés.

Pressão exercida

Além das palminhas, o tratamento necessita de acompanhamento médico e fisioterapeuta (realizando reprogramação da postura através de técnicas específicas como o RPG).

Indicações para palmilhas posturais proprioceptivas:

  • Escolioses;
  • Dores na coluna por problemas posturais;
  • Dores nos pés, joelhos e quadris;
  • Tendinites e entorses membros inferiores;
  • Fascite plantar;
  • Metatarsalgias;
  • Esporão de calcâneo;
  • Pé cavo, pé plano, pé pronado (valgo), pé supinado (varo);
  • Lombalgias crônicas;
  • Diferença comprimento membros inferiores;
  • Hálux valgo (joanete);
  • Canelite;
  • Pés diabéticos;
  • Neuroma de morton.