É um método francês de tratamento, das técnicas mais inteligentes de que se tem notícia, como abordagem corretivo-preventiva, fundamentando-se na biomecânica moderna e neurofisiologia. O tratamento é indicado para pacientes portadores de:

– alterações morfológicas do esqueleto, tais como hipercifoses, hiperlordoses, escolioses, joelhos valgos ou varos, pés planos ou cavos, deformações do tórax, etc.;

– dores articulares ou musculares (agudas ou crônicas), decorrentes de degenerações, traumas ou reações inflamatórias, em afecções como, por ex.: artroses, entorses, hérnias de disco, bico de papagaio, ciatalgias, lesões meniscais, tendinites, bursites, etc.;

– síndromes compressivas neurovasculares;

– disfunções respiratórias;

– traumatismos desportivos;

– sequelas de traumatismos ou afecções neurológicas.

O RPG representa um campo muito vasto dentro de uma proposta de terapia física e repercute nas esferas motora, respiratória, circulatória, digestiva e psíquica, podendo ser aplicada a qualquer indivíduo.